Não é só o envelhecimento que causa perda auditiva. Outros fatores de risco podem ser exposição a ruídos, uso de medicamentos tóxicos para os ouvidos, além de infecções e doenças autoimunes. Mas como fugir do risco de perder a audição?

 

 

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a perda auditiva é a deficiência mais comum em todo o mundo. No Brasil, cerca de 15 milhões de pessoas possuem algum tipo de deficiência auditiva, seja ela parcial ou total.

 

Conversamos com nossa otorrinolaringologista, Dra. Maryana para saber mais sobre o assunto:

 

O que leva à perda auditiva?

 

Existem vários fatores relacionados à perda auditiva. Os mais frequentes estão ligados ao organismo do próprio paciente, como predisposições genéticas, o envelhecimento, perdas secundárias e doenças crônicas, como diabetes, hipertensão, doenças renais, entre outros.

 

Além dos fatores genéticos, quais outros podem contribuir para a perda da audição?

 

A chamada poluição sonora é um dos maiores problemas dos grandes centros urbanos. Mesmo que ela não se acumule no meio ambiente, como a poluição do ar, ela pode causar danos à saúde e prejudicar a qualidade de vida.

 

A presença de máquinas no nosso cotidiano, muitas vezes torna as ruas e os ambientes de trabalho locais de exposição à intensidade sonora excessiva. Avenidas com tráfego intenso, indústrias e áreas de construção podem ter uma quantidade de energia sonora prejudicial à saúde auditiva. Isso faz com que trabalhadores destes locais normalmente necessitem de equipamentos de proteção individual para evitar danos.

 

Como se prevenir da perda auditiva?

 

Ter uma boa audição contribui para a qualidade de vida das pessoas. Mas para isso, é preciso tomar algumas medidas para mantê-la saudável:

 

- Evite exposição a ruídos excessivos. Não deixe que o ouvido se acostume com sons altos;

- Se for usar aparelhos sonoros, como fones de ouvido, tente manter o volume médio, com o qual possa conversar mesmo ouvindo música;

- Evite ficar próximo a caixas de som nas festas, shows ou trio elétricos;

- Evite ouvir musica alta dentro do carro, pois o som dentro de ambientes fechados não se propaga;

- Sempre que possível, descanse sua audição em um lugar silencioso;

- Fique atento às doenças do ouvido (não adie a visita ao médico quando estiver com problemas);

- Cuidado com medicamentos que podem causar danos à audição, como anti-inflamatórios e até mesmo diuréticos;

- Quem possui algum familiar próximo que tenha perda auditiva deve procurar um especialista com antecedência;

 

LEMBRE-SE: É de grande importância realizar exames auditivos com frequência e não esperar para cuidar da audição apenas quando perceber algum incômodo. No caso de pessoas que já estão com a audição comprometida, o tratamento através do aparelho auditivo é indicado em casos de perda auditiva.. Procure um otorrinolaringologista, e cuide-se!